Recanto de Alberto Valença Lima
A mente que se abre a uma nova idéia, jamais voltará ao seu tamanho original. (Albert Einstein)
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


Qual a origem do dito popular "Quem tem boca vai a Roma"?

Até pouco tempo atrás pensava estar correta esta expressão conforme grafada no título e, atribuia tal ditado à necessidade de perguntar para não ficar perdido. Descobri há pouco tempo, que estava enganado. Na verdade o dito popular é "Quem tem boca, vaia Roma". Achei estranho o que tinha descoberto, pois não encontrava sentido em tal ditado, e fui pesquisar. Eis o que encontrei a seguir.

"Como demonstra o abade Severiano Barreto na sua obra de 1718, acerca da origem de algumas expressões populares e outras eruditas que inda hoje se houvem (grifo meu) e de outras que no entretanto hão caído em desuso. Diz-nos o estudioso que "... tal expressão tem por origem o hediondo hábito que houvera na antiga Roma em que muitas mulheres tomadas de devassidão rumavam à capital do nefando império. E encontrando-se elas em tão tenebroso lugar, aí se dedicavam às mais depravadas e debochadas práticas fazendo uso da boca para o exercício da sua obra de pecado. Diz-se pois de quem tem boca que vai a Roma (grifo meu) por ser aquela cidade lugar de deboche e porcaria tal que aí rumavam todas as prostitutas e rameiras do mundo de então a fazer abominação".
(FONTE - Yahoo Respostas - elizabetegrigorio)

Eis, portanto, a origem de tal dito popular. Como o texto acima não é de autoria própria, está entre aspas e tudo foi conservado tal qual se encontra no original. Por isso, grifei em negrito duas coisas. O primeiro não era pra ser houvem e sim ouvem (do verbo ouvir - sem H). O segundo deveria ser vaia Roma e pode ser explicado pelo que consta no texto. Quem tem boca deveria vaiar Roma pela depravação que ali reinava.

Há uma outra versão que afirma ser motivado este dito popular no fato de os imperadores fazerem muitas coisas ruins para o povo e então, todos (quem tem boca) deveriam vaiar Roma (o imperador) como sinal de protesto.

Cumpre-me ainda fazer um outro comentário sobre o assunto. A revista Veja publicou, há algum tempo, um artigo sobre o assunto assinado por Sérgio Rodrigues.Nele o autor afirma ser invencionice essa história de vaiar Roma. Que o ditado correto seria mesmo "Quem tem boca, vai a Roma", querendo dizer que as pessoas esforçadas e que não se envergonham de perguntar, atingem seus objetivos.

Creio que podemos considerar os dois ditados populares corretos. O primeiro tem sua lógica e o segundo também. Houve uma alteração no dito popular que tomou outra forma e hoje vigora mas, considero que ambos tem suas razões de ser..
Alberto Valença Lima
Enviado por Alberto Valença Lima em 12/04/2014
Alterado em 03/01/2016
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Caminhos de mim R$10,00
Caminhos de mim (Poesia) R$38,50
Poesia, Palavra é Arte R$30,00
Musas de um Recanto com Letras, Flores e Poes... R$10,00
UBE - 60 ANOS R$20,00
Antologia de Poetas Brasileiros Contemporâneo... R$35,00
Os mais belos poemas de amor - Edição especia... 40,00
Antologia "Poesias sem fronteiras" (Esgotado) R$20,00