Recanto de Alberto Valença Lima
A mente que se abre a uma nova idéia, jamais voltará ao seu tamanho original. (Albert Einstein)
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos

Soneto do amor meu
Versos de Alberto Valença Lima
em 2017, july, 09th, 10h32.


Não vou, como dizia o Vinícius na música do Tom,
Em cada despedida te amar... mas vou chorar.
Antes, amar-te-ei com todo ardor em cada encontro
E nossa vida será tocada como melodioso som.

Nossas horas só terão sempre muito amor.
A saudade que mansinha chega e faz sofrer,
E na nossa porta, por vezes, sei que vai bater,
Logo vai se calar transformando-se em flor.

E a distância que às vezes nos separa,
nunca irá ser maior que as asas de um condor
E a tristeza vou jogar nas areias do Sahara.

E não por tuas ausências, estes versos vou compor
Mas por toda a minha vida, irei viver
A eternidade e a grandeza deste meu amor.
Alberto Valença Lima
Enviado por Alberto Valença Lima em 13/10/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Caminhos de mim R$10,00
Caminhos de mim (Poesia) R$38,50
Poesia, Palavra é Arte R$30,00
Musas de um Recanto com Letras, Flores e Poes... R$10,00
UBE - 60 ANOS R$20,00
Antologia de Poetas Brasileiros Contemporâneo... R$35,00
Os mais belos poemas de amor - Edição especia... 40,00
Antologia "Poesias sem fronteiras" (Esgotado) R$20,00