Recanto de Alberto Valença Lima
A mente que se abre a uma nova idéia, jamais voltará ao seu tamanho original. (Albert Einstein)
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos

Beijos, bandolins, borboletas...
Beijos bocas brancas belas.
Balbuciam bravatas brincando.
Bandolins, brindam balelas.
Barcos balizam baia bailando.

Bagdá briquedos bregas bagunçando.
Borboletas balançam branquelas.
Beijos bocas brancas belas.
Balbuciam bravatas brincando.

Banjos bradam bocas banguelas.
Baco, Baal banhos brutos boicotando.
Barbas, bochechas, bitocas, bagatelas.
Berros bacanais bobos bolinando.
Beijos bocas brancas belas.

Este Rondel, gênero de poesia francesa, composto por duas quadras e uma quintilha, foi construído em forma de tautograma em B. Uma característica do Rondel é que ele repete os dois primeiros versos da primeira estrofe nos dois últimos versos da segunda estrofe e, o primeiro verso do poema é também o último verso que é repetido.

As rimas são sempre ABAB/BAAB/ABABA.
Alberto Valença Lima
Enviado por Alberto Valença Lima em 10/02/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Caminhos de mim R$10,00
Caminhos de mim (Poesia) R$38,50
Poesia, Palavra é Arte R$30,00
Musas de um Recanto com Letras, Flores e Poes... R$10,00
UBE - 60 ANOS R$20,00
Antologia de Poetas Brasileiros Contemporâneo... R$35,00
Os mais belos poemas de amor - Edição especia... 40,00
Antologia "Poesias sem fronteiras" (Esgotado) R$20,00