Recanto de Alberto Valença Lima
A mente que se abre a uma nova idéia, jamais voltará ao seu tamanho original. (Albert Einstein)
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


HOJE

Poema de Alberto Valença Lima
Em 2018, fev, 18th. 8h45


Hoje devemos falar
no tempo que está agora
tudo na vida é para amar
vamos admirar esta aurora.

O ontem vamos alienar
passou e tudo já é outrora.
Não queira o tempo algemar.
Nada é mais, ele já foi embora.

O ontem não deixou de marcar,
seus riscos em verso e flora,
ficando só pepitas por amealhar.

O futuro nem sei se vai chegar.
Então por que me ligar nesta hora
em fatos que jazem no alem-mar?
Alberto Valença Lima
Enviado por Alberto Valença Lima em 18/02/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Caminhos de mim R$10,00
Caminhos de mim (Poesia) R$38,50
Poesia, Palavra é Arte R$30,00
Musas de um Recanto com Letras, Flores e Poes... R$10,00
UBE - 60 ANOS R$20,00
Antologia de Poetas Brasileiros Contemporâneo... R$35,00
Os mais belos poemas de amor - Edição especia... 40,00
Antologia "Poesias sem fronteiras" (Esgotado) R$20,00