Recanto de Alberto Valença Lima
A mente que se abre a uma nova idéia, jamais voltará ao seu tamanho original. (Albert Einstein)
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


O sexo deve ser discutido abertamente?
E sua prática? Deve ser livre e aberta?


O poeta Fábio Brandão, deste Recanto, expos o tema de forma brilhante em um poema intitulado "Por que não falar de sexo?"

Acrescentou ao seu texto, todos os comentários como interações, enriquecendo assim a discussão sobre o assunto. Várias pessoas participaram emprestando suas visões ao tema discutido. Eu também deixei lá minha participação que a seguir reproduzo.

“Pois é, caro poeta. Por que não falar de sexo? Adorei a sua idéia de expor neste recanto um tema tão fundamental na vida de todo mundo. Lamentavelmente, a Igreja, mais especificamente, a Religião Católica, transformou o sexo em pecado, em algo condenável, recomendando só praticá-lo com a finalidade de reprodução. Isso é uma agressão aos direitos das pessoas. Mas este é apenas um dos muitos males que a Igreja Católica praticou contra a Humanidade. Sexo é bom e faz bem. E, como você bem coloca: por que não falar de sexo?”

O primeiro aspecto a se considerar é que sexo é uma coisa boa. Isso é unânime, na opinião de todos. Até daqueles mais puritanos que até podem expressar verbalmente o contrário, por pura hipocrisia, mas, no íntimo, gosta e muito de praticar o sexo. Talvez somente para os recalcados, o sexo não seja uma coisa agradável.

Aí entra o segundo aspecto. A religião. A famigerada religião, que tantos males causou à Humanidade. E isso é tema para uma outra discussão que não vou iniciar aqui. Refiro-me aos males que a religião causou à Humanidade. Mas, é inegável, que a religião é a responsável pelo recalque de muitas pessoas em relação ao sexo. Incutiu tanto na cabeça das pessoas que o sexo é um pecado, que é mau, que é feio, que afasta o homem de Deus, que as pessoas terminaram por se tornar recalcadas, jogando o sexo para o fundo do baú.

Não foi à toa que, a própria Bíblia, denominou de Pecado Original (pecado, vejam bem!) a prática do sexo por Adão e Eva no Paraíso. Que Paraíso era este que o homem não podia copular? Não podia, na mulher, fazer carinhos, carícias? E, segundo a Bíblia, ao praticar o sexo, ao comerem o fruto da “árvore sagrada”, Adão e Eva se afastaram de Deus e foram expulsos do Paraíso. Foram expulsos! Imaginem só que absurdo!

Sexo é para ser praticado. Mas isso deve ser feito abertamente? Em qualquer lugar? Não abertamente, como alguns hoje tentam impor. Sexo é para ser feito entre quatro paredes. Não em público, agredindo quem está em volta. É a minha opinião. E a sua, qual é?

Agredindo? Sim! A meu ver, é uma agressão fazer sexo na rua. Manifestações de carinho são aceitáveis. Desde que não sejam intimidades. Um beijjo, um abraço, não tem nada de mais. Mas já o avanço destes carinhos em público, considero agressão. Além de ser uma exposição desnecessária. Mas por que agressão? Pela mesma razão de não se dever deleitar-se com uma comida qualquer, em frente a alguém faminto. Pensem que tortura seria colocar um monte de mendigos famintos, em volta de uma farta mesa com pessoas se alimentando fartamente. Sem que eles (os mendigos) possam ter acesso à comida.

Então, o que você acha de tudo isso?
Não estou colocando aqui em discussão a religião. Por favor, não misturem as bolas. O que está em discussão é sexo. Apenas isso.
Alberto Valença Lima
Enviado por Alberto Valença Lima em 04/04/2018
Alterado em 12/09/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Caminhos de mim R$10,00
Caminhos de mim (Poesia) R$38,50
Poesia, Palavra é Arte R$30,00
Musas de um Recanto com Letras, Flores e Poes... R$10,00
UBE - 60 ANOS R$20,00
Antologia de Poetas Brasileiros Contemporâneo... R$35,00
Os mais belos poemas de amor - Edição especia... 40,00
Antologia "Poesias sem fronteiras" (Esgotado) R$20,00