Recanto de Alberto Valença Lima
A mente que se abre a uma nova idéia, jamais voltará ao seu tamanho original. (Albert Einstein)
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos

REFLEXÕES
Estava hoje nos meus devaneios a pensar, e resolvi escrevinhar o que aqui me intriga: Estamos num espaço que reúne poetas e poetisas, escritores dos mais diversos estilos. Deveria ser um local de literatos.

Para tal, cada um aqui, e creio, são mais de 100 mil pessoas, deveria ser um leitor inveterado(a). E para conseguir ser leitor inveterado é necessário adquirir livros. E mesmo que não seja este número. Que sejam só 1.000. O mais lógico é comprar livros de pessoas deste Recanto, prestigiar nossos colegas a quem lemos periodicamente. A quem quase sempre tecemos elogios, a quem admiramos. Há maneira mais efusiva ou patente de declarar a admiração por alguém do que comprar uma obra desse alguém?

Desde meus tempos de faculdade que sempre prestigiei os meus iguais. Uma colega lançou um livro em parceria com outros cinco escritores e lançaram um livro. Ainda hoje me recordo do dia do lançamento. Claro que compareci e adquiri um livro que ainda tenho guardado em minha estante. Nele há os oferecimento de todos os autores. Deles, eu só conhecia a minha colega mas, foi um prestígio e uma distinção também para os demais.

Ao fazer recentemente o lançamento do meu livro, convidei essa colega e ela não pôde ir mas, pediu-me que reservasse um para ela. E depois ela fez questão de comprar meu livro.

Aqui no Recanto das Letras já comprei livros de algumas pessoas. Os mais recentes que me recordo foram Fábio Soratto (Crônicas de um casal em tempos modernos) e Silvia Regina Costa Lima, de quem eu adquiri dois livros: Pequeno cristal e A primeira estrela.

Recentemente lancei um livro solo, realizando assim um grande sonho. Postei aqui no Recanto um chamado para uma promoção abaixo do preço de custo no final do ano passado. Ninguém se interessou. Ninguém prestigiou a oferta. E achei isso estranho. Ainda que muitos não comprassem. Mas não houve nenhuma pessoa que se interessasse. Ninguém. Não é estranho isso?

Cheguei à conclusão de que as pessoas aqui são muito superficiais. Se não todos, a maioria dos elogios que me fazem nos textos que escrevo, são apenas meras formalidades. Ninguém tem interesse realmente em ler. Nem muito menos de ajudar os outros autores que aqui publicam seus textos. É uma questão de homenagear o outro. Afinal, a poesia é um artigo tão pouco valorizado em nosso país e, se nem mesmo os outros poetas a valorizam, quem irá nos valorizar?

Mas não estou escrevendo isto só por mim. É por todos os demais escritores que publicaram ou publicarão algum livro aqui do Recanto das Letras. Apesar de dizermos que somos solidários, de nos visitarmos e tecermos elogios aos textos um do outro, ninguém se aprofunda na obra de um “amigo” das letras. Por quê?
.
Observação:
Após ler este texto, ao menos uma poetisa, aqui do Recanto das Letras, se sensibilizou e comprou o meu livro. Agradeço de coração ao apoio da poetisa MARINA BARREIROS que adquiriu a minha obra CAMINHOS DE MIM. Espero que goste e que depois venha aqui dar seu depoimento.
Alberto Valença Lima
Enviado por Alberto Valença Lima em 05/03/2019
Alterado em 17/03/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Caminhos de mim R$10,00
Caminhos de mim (Poesia) R$38,50
Poesia, Palavra é Arte R$30,00
Musas de um Recanto com Letras, Flores e Poes... R$10,00
UBE - 60 ANOS R$20,00
Antologia de Poetas Brasileiros Contemporâneo... R$35,00
Os mais belos poemas de amor - Edição especia... 40,00
Antologia "Poesias sem fronteiras" (Esgotado) R$20,00