Recanto de Alberto Valença Lima
A mente que se abre a uma nova idéia, jamais voltará ao seu tamanho original. (Albert Einstein)
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Meu Diário
09/10/2018 08h00
Acompanhante (EC)

Alan acordou naquela manhã com um tesão enorme. Excitado e sedento por uma mulher desde que sua esposa se fora na semana anterior após uma discussão.

Abriu seu notebook e acessou um site de anúncios de mulheres lindas locais. Olhou várias até se deparar com Amanda, uma morena linda, de 18 aninhos, com um corpo exuberante, e que se dizia bem safadinha e com local próprio para realizar todas as fantasias de quem a procurasse.

Alan pegou o telefone e ligou. Marcou para 17h. Ela estava ocupada naquele momento e não pode atendê-lo. Ele deixou recado e ela retornou uma hora depois, quando marcaram para aquele horário pois só então ela estaria disponível. Ele gostou dela e por isso aceitou esperar. Não queria escolher outra. Estava decidido.

No horário marcado ele chegou lá no endereço fornecido, em Boa Viagem. Ela o atendeu com um vestidinho bem curto e os cabelos soltos. Muito cheirosa. Ele entrou e achou algo estranho na postura dela. Desconfiou e perguntou: você é mulher mesmo? Ela respondeu mostrando seu corpo de cima a baixo: o que você acha? Ele, ainda meio desconfiado, falou: é, parece que sim. Mas, quando entrou e ela fechou a porta, dois brutamontes sairam de dentro do quarto e agarraram Alan. Roubaram todos os seus pertences, deram nele uma surra grande, deixando-o desacordado. 

Quando ele acordou, estava nu, num matagal, no meio de muito lixo, num local totalmente escuro e deserto e com o corpo todo dolorido. Atordoado, tentou socorro por umas cinco horas ou mais, sem êxito. Só no dia seguinte, após amanhecer, que encontrou um caminhoneiro que lhe acolheu e o levou para uma delegacia, oferecendo-lhe uma capa para cobrir sua nudez. 

Alan descobriu que estava em Atapuz, uma cidadezinha próxima de Goiana em Pernambuco, distante cerca de 60km de Recife.

E o tesão de Alan foi pra o beleléu.

 

*******

 

Este texto faz parte do Exercício Criativo - Dama de Companhia
Saiba mais, conheça os outros textos:
http://encantodasletras.50webs.com/damadecompanhia.htm


Publicado por Alberto Valença Lima em 09/10/2018 às 08h00
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Caminhos de mim R$10,00
Caminhos de mim (Poesia) R$38,50
Poesia, Palavra é Arte R$30,00
Musas de um Recanto com Letras, Flores e Poes... R$10,00
UBE - 60 ANOS R$20,00
Antologia de Poetas Brasileiros Contemporâneo... R$35,00
Os mais belos poemas de amor - Edição especia... 40,00
Antologia "Poesias sem fronteiras" (Esgotado) R$20,00