Recanto de Alberto Valença Lima
A mente que se abre a uma nova idéia, jamais voltará ao seu tamanho original. (Albert Einstein)
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos

PEDRAS

Pedras?
Por que existes?
Acaso já me encontraste tão triste?
Por que no meu caminho te espalhas?
Precisarei sempre vencer tantas batalhas?

Pedras...
Pedreiras de tralhas vou ultrapassar
Sou pedreiro cauteloso, não vou no trabalho deixar falhas
Mas a você vou confessar
Não quero as pedras em palhas transformar

Pedras do caminho
Tampouco vai interessar
Em panos quentes afogar as toalhas
Nestas malhas de trancoso que me enredo
Hei de vencer todas as muralhas.

Não mais ficarei aqui sempre à espera de migalhas.

Nota
Inspirado no poema "Nas pedras do caminho" (T6523612) de Marina Barreiros deste RL, a quem agradeço pela inspiração. Para ler o poema inspirador e conhecer o trabalho desta poetisa clique no link acima ou na imagem abaixo.








 
Alberto Valença Lima
Enviado por Alberto Valença Lima em 01/01/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Caminhos de mim R$10,00
Caminhos de mim (Poesia) R$38,50
Poesia, Palavra é Arte R$30,00
Musas de um Recanto com Letras, Flores e Poes... R$10,00
UBE - 60 ANOS R$20,00
Antologia de Poetas Brasileiros Contemporâneo... R$35,00
Os mais belos poemas de amor - Edição especia... 40,00
Antologia "Poesias sem fronteiras" (Esgotado) R$20,00